Como é se hospedar em Valle Nevado

728x90

Estive em Valle Nevado no início de Julho deste ano por 3 noites. Foi a 3ª vez que fui lá e a 1ª em que fiquei hospedada. O post ia ficando imenso, por isso resolvi dividi-lo em dois: este que fala sobre como chegar, o hotel, restaurantes e o outro que vai falar das pistas.

Nas duas outras vezes, uma em fevereiro e outra em junho conforme já contei aqui; ambas em day tours, uma com neve e outra totalmente sem. Nem de longe se aproximaram da experiência que foi ficar lá por 4 dias.

(aquela minhoca preta no meio da neve é a estradinha que leva até o hotel)

Valle Nevado fica a cerca de 1h40 de Santiago. Os tranfers  saem de Santiago pela manhã, muito cedo. O nosso nos pegou no hotel às 6:40h.

O preço dos transfers variam demais, por isso pesquise muito bem.  O nosso custou pouco mais de USD 60 ida e volta, mas encontrei até por  USD 200 só ida.

Há uma desvantagem: você irá juntamente com quem faz day tour de ski, por isso, pegam você no hotel, levam pra central de onde saem as vans, lá você aguarda por cerca de 1h o pessoal alugar as roupas pra ski em um café. Depois sai de lá já na sua van e vai para outro local onde alugam equipamentos (skis, bastões, pranchas de snowboard, óculos, etc), o que levará mais uns 40 minutos.

booking-banner

Há uma outra parada em Farellones, estação antes de Valle Nevado para deixar esquiadores.

Você chegará no hotel por volta das 11h. Tem trânsito nos finais de semana, a polícia para as vans e carros para colocação de correntes e tem as benditas 60 curvas da subida que são um tormento. Tenha paciência, porque seu apartamento no hotel só será liberado após às 16h mesmo. Se quiser saber a empresa de transfer que usei, deixe sua pergunta na caixa de comentários.

O check in é super organizado, apesar de demorado porque é horário de check out também.

Ao chegarmos no hotel, rapidamente pegaram nossas malas e nos mostraram a fila. Havia um envelope com um impresso com todas as informações, nossos cartões que davam acesso às pistas, um mapa do complexo e um voucher de desconto em uma loja de Santiago. Neste momento já despachamos nossas malas pro maleiro, nos entregaram um tkt e apenas as chaves precisamos pegar mais tarde, antes de subirmos pro apartamento. Tudo muito eficiente.

Neste dia, nós que já estávamos de pé desde às 5:30h, apenas andamos pelo complexo, comemos um crepe numa barraquinha (não estava ruim, mas não estava bom), tomamos um choque de realidade com os preços (2.700 Pesos por um refrigerante,  5.000 Pesos por uma garrafa de água mineral de 1,5 litro, R$ 1 = 650 Pesos, quase USD 5 pela latinha vermelha).

Uma observação aqui que acho pertinente: o Chile não é um país barato de uma maneira em geral, você lê sobre isso em todo lugar. Mas nossa moeda desvalorizada está fazendo doer mais ainda, no entanto é preciso também dizer que o nome completo do Valle Nevado é Valle Nevado Ski Resort.

E como você pode ver, juntar ski e resort num mesmo empreendimento, ainda que ele funcione durante todo ano para day tours (os hotéis não, ok?), a temporada vai de junho até setembro, com sorte tem neve e abrem no começo de junho. São apenas 4 meses por ano, não tem como ser barato, né?

(Vista do restaurante do Hotel Puerta del Sol, com a piscina e montanhas. De nada.)

(da janela do nosso quarto)

No nosso pacote estava incluído café da manhã e jantar. Neste dia tinha uma sopinha de batatas disponível a partir das 17h e que acaba em 30 minutos. Deliciosa!

O restaurante onde tomamos café da manhã era o Mirador del Plomo, dentro do hotel e com vista para a piscina. Nós também jantamos nele duas noites. É um restaurante de comida internacional, ma-ra-vi-lho-so!

Nós também jantamos no Monte Bianco (italiano), mas era apenas gostoso.

 

(saladinha da entrada do Monte Bianco e a sopinha)

Há vários restaurantes no complexo: este internacional, o italiano, um francês, um chileno, um bar, quiosques como o de crepes, um pub, etc. Também há outros quiosques na Praça da Gôndola que leva você para a pista e ao Bajo Zero.

(daqui saem as gôndolas)

O point das tardes é o Bajo Zero, no meio das pistas, onde você só chega de gôndola. Vou falar dele no próximo post quando eu contar sobre as pistas.

Lá também tem um centrinho de compras com algumas lojinhas bem legais, mas a maioria vende coisas para neve, roupas, etc. Tem uma loja de souvenirs no Puerta del Sol cheia de coisinhas legais que amamos: canecas e ímãs de geladeira!

A noite a disputa é pela lareira de chão (é assim que se fala?), ao ar livre, ao lado da piscina. Uma delícia ficar ali esquentando os pés. Ah, também tem festas no Pub que fica no último andar de um dos hotéis e o tema varia bastante (pelo menos de sexta a domingo na temporada).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eu preciso também dizer que adorei estar lá. As pessoas são super bem tratadas pelos funcionários, sempre solícitos e querendo ajudar.

Eu viajei a convite do Valle Nevado Ski Resort em uma parceria com o Viaje na Viagem. Foram dias muito felizes!

booking-banner

728x90

booking

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s